20.11.08

Fotos de Tiradentes

.
foto da década de 70






foto da década de 20



foto de 1948

4 comentários:

João Paulo Ferreira de Assis disse...

Vendo estas antigas fotos eu me lembrei de um saudoso amigo, Dr. Jonas Guedes Patrício, advogado e agente de estatística do IBGE. Ele morou aí nos anos quarenta do século XX, com pouco mais de 20 anos de idade, tempo do Padre José Bernardino, de quem ele falava muito bem. Contava muitos casos, entre eles um que os senhores também devem conhecer, de um americano que fez tudo para levar uma mesa (se não estou enganado, de cedro, tem mais de dez anos que ouvi este caso)da Paróquia. Padre José Bernardino dizendo não e o cricri insistindo, até que o americano propôs levar a mesa e deixar uma réplica no lugar, ao que o Padre José Bernardino lhe respondeu: o senhor não está habituado a lidar com pessoas honradas. Este meu amigo colou grau de Bacharel na UFJF em 1966. Nos últimos tempos, já casado segunda vez, foi morar em Ressaquinha, onde eu moro, e viúvo, faleceu em 04 de setembro de 1998, sem conseguir passar a casa para o nome da neta de sua segunda esposa.

Também deixei outras mensagens em outros tópicos.
Vou avisar meus amigos pesquisadores para acederem ao blog do IHGT.

João Paulo Ferreira de Assis disse...

Uma sugestão para os senhores: Sendo o seu município um dos mais antigos de Minas Gerais, e ao qual estão ligados alguns dos mais importantes municípios mineiros da atualidade, como Conselheiro Lafaiete, Barbacena, Congonhas, Barroso, Carandaí e Oliveira, seria interessante que publicassem na íntegra os famosos ''Capítulos'' da Correição de 1755, que fixou os limites entre as duas vilas na ponte do Registro Velho.

A mim, João Paulo Ferreira de Assis, particularmente me interessa pois a sesmaria de Manuel Vieira Barbosa, fundador da minha cidade (Senhora dos Remédios) foi informada pela Câmara de São João Del Rei no ano de 1751. E os chamados capítulos são um documento importantíssimo não só para Senhora dos Remédios, como para Alfredo Vasconcelos, Barbacena, Ressaquinha (onde moro), Carandaí (onde leciono), Cristiano Otoni e Conselheiro Lafaiete.

Notem que Eduardo Canabrava Barreiros só o mencionou, e não o publicou. Será se era porque contrariava a argumentação dele?

João Paulo Ferreira de Assis disse...

Senhora Dalma Fernandes Ferreira, Senhor Olinto Rodrigues dos Santos Filho, eu fiz alguns comentário aí, já tem alguns dias, e isto me fez ter uma dúvida: os comentários só são abertos aos associados? ou o são ao público também?

Fico preocupado, que numa cidade onde tudo é História não apareçam comentaristas, e mais ainda quando vejo, que por causa disto uma ótima idéia pode estar com os dias contados. Para mim, o IHGT abrir um blog foi uma idéia felicíssima, à qual eu acrescento uma nova idéia: organizem serões com pessoas idosas para refletirem em torno de uma foto antiga, podendo ser de uma pessoa, casa, rua, praça, igreja, mas perguntem primeiro se alguma das pessoas tem más recordações daquela foto. Se tiver, digam que pode sair.

É uma boa idéia, que eu comprovei pessoalmente, ao exibir uma foto panorâmica de Ressaquinha com um trem e seus vagões na estação, a duas senhoras de meia idade. Elas começaram a recordar os tempos de meninas, e no fim, lembraram do catecismo ministrado por Frei Joaquim Vankstern (holandês, compatriota do Padre Adriano de triste memória). Frei Joaquim, terminado o catecismo, ia a uma casa comercial com as crianças e pedia bala para todas, cantando.

Quem sabe uma foto do Padre José Bernardino para extrair dos arcanos da memória das pessoas, novos conhecimentos?

Saudações, e votos de Feliz Natal e Ano Novo próspero. São os votos de João Paulo Ferreira de Assis.

Decio disse...

Caro João Paulo,

Também sou descendente do Manuel de Bittencourt e Luzia Xavier, por favor entre em contato: deciomedeiros@yahoo.com.br

Um abraço,
Decio